Trocando de ERP: as vantagens e o que considerar em um novo

Trocando de erp

O ERP é uma ferramenta essencial para o sucesso de uma empresa. Além de concentrar informações importantes para os negócios, ele otimiza a rotina de gestores e suas equipes, reduzindo as falhas humanas e aumentando a produtividade geral. No entanto, adiar demais a troca de ERP para uma versão mais completa pode comprometer essa eficiência operacional.

Na era da transformação digital, em que o uso inteligente da tecnologia tem impactos tão significativos nos negócios, contar com um sistema de ponta é crucial. Pensando nisso, criamos este post para mostrar quais são as vantagens de realizar a troca no momento certo e o que esperar de um bom ERP. Confira!

Meu ERP está ficando antigo?

A obsolescência chega para a maior parte das ferramentas corporativas. No caso do ERP, alguns sinais são muito claros: a dificuldade de registrar e consultar informações, a falta de alinhamento entre setores, a incompatibilidade com empresas que operam fora do país etc.

O crescimento de um negócio está entre os principais motivos para procurar um novo ERP. Em médias e grandes empresas, problemas nesse sistema podem colocar o setor de TI para trabalhar constantemente na sua manutenção — o que gera grandes prejuízos. Um sistema de qualidade é capaz de suportar essa carga maior de trabalho.

Além disso, a troca de ERP pode dar mais flexibilidade à sua empresa, permitindo que os dados sejam acessados de qualquer lugar. Consequentemente, a integração entre as equipes também se torna maior.

Pensando nisso, destacaremos a seguir os fatores essenciais de um ERP.

O que esperar de um bom ERP?

Na era da digitalização de processos, a integração online é algo que toda empresa deve buscar. As informações do ERP devem estar disponíveis para acesso rápido e de qualquer lugar, sem que isso comprometa a segurança dos dados mais sensíveis — e isso deve ser oferecido pelo fornecedor do sistema.

Outro ponto importante é a flexibilidade para a gestão comercial com multimoedas. Afinal, em um mercado cada vez mais globalizado, é preciso viabilizar o cálculo automático da conversão financeira com base no câmbio.

Vale destacar ainda a importância de contar com um ERP que dialogue com outras soluções do tipo e esteja de acordo com a legislação brasileira (SOX e fiscal). Isso significa utilizá-lo sem adotar sistemas periféricos para gerenciar esse tipo de questão.

Como realizar a troca?

O primeiro passo é procurar um fornecedor de qualidade. A eficiência do ERP depende de um bom atendimento, uma interface otimizada e funcionalidades desenvolvidas para facilitar a vida do usuário. Faça, então, um escopo do projeto, com o cronograma de migração e os responsáveis pelas etapas.

Lembre-se de treinar os funcionários e estabelecer um tempo de transição. Nesse período, é importante contar com o suporte do desenvolvedor para tirar dúvidas e garantir a fluidez da implantação.

Por fim, busque conscientizar os funcionários, para que eles entendam a importância do engajamento coletivo. Com um ERP de qualidade, os benefícios se estendem a toda a empresa, facilitando o trabalho em cada um dos departamentos.

São dicas simples, mas que fazem toda a diferença. Por isso, lembre-se: no momento da troca de ERP, procure um fornecedor experiente e que ofereça todo o suporte necessário. Em pouco tempo, sua empresa alcançará ganhos de produtividade que podem se tornar diferenciais competitivos valiosos!


Quer conhecer mais sobre ERP e saber os módulos disponíveis para sua empresa? Então, baixe agora mesmo nosso e-book gratuito Guia dos Módulos ERP e entenda as diferenças e saiba como escolher os melhores módulos para seu negócio:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.