Tomada de decisão e BI: 5 passos para um processo realmente eficiente

Compartilhe:

Quando se assume a gestão de uma empresa ou a liderança de uma equipe de projeto, a tomada de decisão se torna parte da rotina de trabalho. Acontece que, em muitos momentos, as escolhas precisam ser rápidas e qualquer opção precipitada ou processo de decisão falho pode comprometer os resultados do negócio.

Ainda que possa parecer simples, a habilidade na tomada de decisão não é um atributo comum a todos os gestores. Ou seja, muitos líderes apresentam dificuldade na hora de optar por qual caminho seguir.

Mas não há motivos para alarde, existem ferramentas como o BI e estratégias eficientes que visam facilitar e otimizar a tomada de decisão nas empresas! Acompanhe os tópicos seguintes e saiba como tornar o processo de decisão mais fácil!

Business Intelligence X tomada de decisão

Em simples palavras, o BI corresponde à união entre gestão e tecnologia. Isto é, não se trata de usar a tecnologia isoladamente, nos processos estratégicos, mas sim de uma combinação.

Desse modo, o gerenciamento estratégico se dá pelo processo de transformação de informação em conhecimento, viabilizando, assim, a tomada de decisão assertiva, com agilidade, compartilhamento, integração de informações, em agilidade na análise e na manipulação dos dados.

O BI opera como um facilitador ao negócio. Por meio de suas ferramentas torna-se possível coletar dados de sistemas implementados na organização, tais como o ERP (Enterprise Resource Planning), o Data Warehouse, o CRM (Customer Relationship Management), recursos de Web Analytics e também de mineração de informações.

Todas essas soluções capturam, guardam, fazem o processamento e analisam dados relevantes para o negócio, tais como informações do mercado, dos concorrentes, dos compradores, dentre outros.

Todavia, quando se mantém esses dados isolados, sem a devida integração, se perde uma excepcional oportunidade de aprimorar a tomada de decisão na sua empresa, afinal, a grande questão é saber promover e usufruir da conexão entre as informações, proporcionando inteligência ao negócio.

Os passos para a tomada de decisão junto ao BI

Diferentes são as iniciativas que servem para consolidar o levantamento, desenvolvimento e implantação de uma solução de Business Intelligence (BI).

Todas essas atividades estão conectadas, sendo imprescindíveis para o sucesso da solução de BI no negócio, proporcionando, consequentemente, uma melhor tomada de decisão.

Desse modo, é fundamental que haja o completo entendimento do que, de fato, é preciso para viabilizar a implementação com êxito.

Ou seja, não se pode ignorar a necessidade de conhecer os processos macro que envolvem a escolha ou o desenvolvimento do sistema de apoio à tomada de decisão.

Afinal, é justamente esse fluxo de tarefas que proporciona o devido esclarecimento e a abstração de como funciona a solução de BI.

Tantos os líderes quanto os demais colaboradores precisam compreender cada uma dessas atividades, que devem ser executadas em um ordenamento lógico e de fluxo simples para a construção do BI com sucesso dentro do negócio.

Vale dizer que o processo compreende várias etapas e seus elementos levam em consideração atividades de mobilização dos participantes (diretos e indiretos), levantamento de demandas organizacionais, identificação da origem dos dados, estruturação da solução e, finalmente, a oferta dos resultados à gestão e demais colaboradores que deverão ter acesso às informações e auxiliar no processo decisório.


Acompanhe, abaixo, 5 passos para uma implementação eficiente!

1. Mobilização das partes interessadas

Para que a implementação do BI seja bem-sucedida é preciso que todos os stakeholders sejam mobilizados. Sem a integração dos interessados, e, sobretudo, sem o engajamento da alta gestão, o BI fracassará.

2. Levantamento das demandas e fonte de dados

No que tange os processos necessários para a utilização do Bi, é preciso também promover o levantamento de quais as demandas existentes por informação: entender quais os dados necessários para os gestores.

Posteriormente, é preciso promover o devido mapeamento das fontes dos dados. Isto é, estruturar de onde serão coletadas as informações após o levantamento das demandas informacionais.

3. Definição das ferramentas

Nessa etapa, as soluções disponíveis no mercado são analisadas, havendo a possibilidade, também, de se desenvolver uma ferramenta específica para o negócio.

Pode ser uma das etapas mais longas do processo, sobretudo, se o software tiver que ser desenvolvido especialmente para a empresa. Todavia, seja um sistema existente, seja um especialmente desenvolvido para o negócio, é natural que se comprometa tempo e esforços na implementação da solução.

4. Análise de Investimentos

Conjuntamente com a análise da ferramenta, que pode, inclusive, considerar mais de uma solução, é preciso dimensionar corretamente os recursos que serão empregados.

De todo modo, é importante que o gestor tenha consciência de que implementar soluções de BI corresponde a um dos melhores investimentos que a organização pode viabilizar uma melhor tomada de decisão.

5. Disponibilização aos usuários

Depois de finalizadas as etapas anteriores, basta dar a devida atenção para a disponibilização — que consiste em um trabalho muito delicado, afinal, se trata da consolidação da implementação dos recursos de BI.

Vale destacar que se os processos anteriores foram bem executados, dificilmente terá que lidar com problemas na disponibilização.

Além de entregar a solução operacional para a combinação com os trabalhos de gestão, deve ser realizado o treinamento dos gestores e equipes que utilizarão a ferramenta no dia a dia em prol de uma melhor tomada de decisão.

Finalmente, essas 5 etapas fazem parte de uma visão geral de todo o processo necessário para a completa implementação de uma solução de BI numa empresa que deseja aprimorar a sua tomada de decisão.

É importante que seja destacado que os 5 passos descritos são altamente recomendados, afinal, caso algumas dessas etapas não seja realizada, é muito provável que a empresa tenha dificuldades e problemas futuros que poderão ser críticos ao sucesso do projeto.

Cabe insistir que, com base nesse entendimento, a qualidade final do projeto de BI dependerá em grande parte da atenção e dos esforços que são dedicados em cada um dos passos descritos acima.


Agora que você já conhece os passos a seguir para uma tomada de decisão mais assertiva, não deixe de baixar este e-book e entender mais sobre a importância do BI no processo decisório!

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.