O que podemos esperar da segurança cognitiva?

Não é de hoje que as empresas direcionam suas necessidades para uma ferramenta de segurança mais ágil e eficaz, já que cada vez mais são descobertos novos métodos de brechas e violações.

Apenas para lembra-los, segundo estudo da IBM e do Instituto Ponemon, o prejuízo observado pelas companhias brasileiras com relação à violação de dados passou de R$ 3.96 milhões para R$ 4.31 milhões. Isto sem falar no número de informações roubadas este ano, que subiu de 3.900 para 85.400.

De acordo com este cenário alarmante, a IBM – parceira de negócios da MXM Sistemas – informou que o supercomputador Watson, baseado em computação cognitiva, auxiliará analistas de segurança da informação de todo o globo a localizarem e estudarem novas ameaças. Com o IBM Watson a análise de grandes quantidades de dados é realizada em poucos minutos, levando um tremendo diferencial para qualquer equipe de segurança. Desta forma, o analista terá o poder de decidir com dados fundados, vindo de artigos e fontes confiáveis do mundo todo.

O que os profissionais de segurança esperam da segurança cognitiva?

Lutar contra os crimes cibernéticos atualmente significa mais do que apenas reduzir custos de violação de dados, consiste também em manter a reputação de negócios e seus ativos sensíveis. Afinal, todo dado perdido talvez jamais seja resgatado.

Portanto, confira um levantamento realizado pela IBM e entenda a importância que os empresários estão dando em blindar suas equipes com a segurança cognitiva:

seguranca-cognitiva_infografico-ibm-mxm


Leia esta matéria na íntegra: http://www.timaissimples.com.br/2016/12/seguranca-cognitiva-mais-proxima-do-que-imaginamos/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.