Palavra do Presidente: O fim do ERP e a revolução do sistema em nuvem

fim do erp 01
Compartilhe:

PorMaurício Felgueiras, CEO e Presidente da MXM Sistemas S/A.

Os softwares ERP são sistemas que integram departamentos e setores, eliminando falhas na comunicação e minimizando a possibilidade de eventuais erros. Com o passar do tempo e o advento da Transformação Digital que estamos vivenciando, esses sistemas foram se tornando cada vez mais obsoletos, não mais acompanhando as demandas e evoluções do mercado. Por isso, no atual contexto mundial, é inegável afirmar que a era da ERP “tradicional” está chegando ao fim.

Nós estamos vivenciando ambientes cada vez mais conectados, integrados e que precisam de sistemas mais eficientes. Dados do Instituto Gartner preveem que o número de dispositivos conectados à Internet das Coisas chegará a 25 bilhões até o final de 2021. Esses são números realmente impressionantes, ainda mais quando lembramos que eram 6 milhões de dispositivos conectados já em 2015. Ainda de acordo com a Gartner, 80% das organizações têm adotado sistemas de monitoramento, computação em nuvem e IoT (Internet of Things).

Essas informações vão de encontro ao conceito da Indústria 4.0, com a descentralização de controle dos processos produtivos e proliferação de dispositivos inteligentes. Observando bem, esse é um caminho que, de fato, não tem volta. Com o advento de novas tecnologias, da Inteligência Artificial, IoT, computação cognitiva e outros avanços, a automatização e utilização de softwares mais avançados é o caminho natural na integração entre o operacional e o mundo digital.

Sem falar que os benefícios são bastante consideráveis e impactantes em todo o fluxo de trabalho! A Indústria 4.0 está levando cada vez mais as empresas a focarem suas estratégias na transformação digital, com ambientes verdadeiramente integrados e interconectados, unificando a Internet das Coisas, sistemas autônomos, serviços e produções flexíveis. O objetivo é prever todas as necessidades de fornecedores e clientes, com o fornecimento de dados em tempo real para gerar informação em prol da eficiência industrial.

Na prática isso representa mais qualidade de serviço para os clientes. Mas para isso é clara a necessidade de mais investimentos tecnológicos e, acima de tudo, na utilização de sistemas mais eficazes. Na minha opinião tudo converge para uma evolução na utilização do sistema ERP em Nuvem, com soluções que atendem as demandas operacionais e gerenciais das empresas, dessa forma aproximando a governança das empresas no acompanhamento das atividades do dia-a-dia.

Esse é um caminho empolgante, único e inovador. Ele é resultado de muito investimento financeiro e P&D, proporcionando muito mais agilidade e eficiência para as empresas. Trata-se de um sistema moderno, abrangente e que vem quebrando todos os paradigmas do mercado de ERP. Tudo nele é 100% integrado de forma online, suportando grandes bases de dados e milhares de usuários.

Além do alto custo de manutenção e usabilidade ultrapassada, os modelos de ERP antigos já não atendem mais os executivos das empresas, já que sua falta de abrangência e dificuldade de integração com outras soluções acaba sendo um verdadeiro tormento para os gestores, que já não visualizam o retorno efetivo com o investimento realizado nesse tipo de sistema. E vai além disso, já que eles também não atingem a alta gestão, prejudicando o trabalho dos executivos por conta da dificuldade no acesso às informações necessárias.

São diversos os benefícios da utilização de um sistema ERP em Nuvem. Além de suportar grandes bases de dados, ele possui integrações automáticas para o cadastramento de clientes e fornecedores. Apesar disso tudo, o medo da mudança ainda é um problema enfrentado por muitas companhias. E esse “trauma” da implementação de novas ferramentas e tecnologias pode paralisar a empresa, freando a sua evolução com o uso de soluções muito mais modernas e eficientes.

As pesquisas recentes da Gartner comprovam isso. Apesar da maior parte das organizações já terem adotado soluções em cloud, ainda existe uma lacuna de crescimento e possibilidades a serem aproveitadas. De acordo com os estudos, 48% dos setores de envios e logística utilizam IoT, 17% estão em implementação, 35% não tem planos para implementar. Já no setor financeiro, 54% dos setores utilizam IoT, 17% ainda estão em planejamento e 28% não tem planos de implementação.

Na minha visão os dados apenas comprovam que todos os departamentos precisam integrar a um sistema de gestão, não somente o financeiro, contas e estoque. No atual contexto empresarial e mundial que estamos vivendo, de interconectividade extrema, é essencial para os executivos e gestores focarem suas estratégias em um sistema que atenda as demandas operacionais de forma realmente inovadora.

Essa com certeza é uma transformação positiva e que se faz necessária para todos. Ampliar as suas funcionalidades e possibilidades com a utilização de IoT é fundamental para agilizar e aprimorar a gestão como um todo, sendo a chave para muito mais eficiência no fluxo de trabalho entre clientes, colaboradores, fornecedores, investidores e demais redes de relacionamento.

Trata-se de uma verdadeira revolução na oferta de sistemas de gestão. Não há mais como voltar atrás, o medo da mudança não pode mais ser um empecilho ao desenvolvimento das companhias. Proporcionar mais agilidade e eficiência definitivamente não é mais uma opção. Estou muito animado com o que vem pela frente. Imagino cada vez mais e mais empresas descobrindo e ampliando as suas possiblidades com insights verdadeiramente valiosos, sempre focando em plataformas de IoT inteligentes, com integração escalável e totalmente gerenciada de forma remota, conectando, armazenando e analisando dados na Nuvem.

E para conseguir acelerar a agilidade dos negócios e as tomadas de decisões com tecnologia IoT é muito importante que tenhamos mais investimentos tecnológicos em todos os departamentos das empresas, implementando novos setores e quebrando cada vez mais paradigmas.

Fonte: Infor Channel (https://inforchannel.com.br/2022/02/16/o-fim-do-erp-e-a-revolucao-do-sistema-em-nuvem/).

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.