Você sabia? Conheça a integração dos módulos contas a pagar e receber a partir do EFD

Você sabia? Relatório comprometimento orçamentário do MXM-WebManager
Compartilhe:

Com o objetivo de otimizar o trabalho de clientes que utilizam o EFD para lançamento das notas fiscais e outros documentos, foi criada uma implementação que integra o módulo EFD (Escrituração Fiscal Digital) diretamente com os módulos Contas a pagar e Contas a receber. Essas integrações ocorreram a partir da movimentação de documentos fiscais de mercadoria e outras operações geradoras de contribuição e crédito.

Trata-se de integração necessária a geração do EFD-Reinf (Escrituração Fiscal Digital de Retenções e outras Informações Fiscais) a ser utilizada futuramente pela receita federal, onde deverão ser apresentadas as retenções fontes de: IR, PIS, COFINS e CSLL nas operações.  

Detalhes sobre a implementação

As rotinas de ‘Documento fiscal’ e ‘Outra operação geradora de contribuição e crédito’, foram alteradas com a inclusão dos campos “Condição de pagamento”, “Tipo de cobrança” e “Vencimento”. Os campos estão disponíveis para operações que realizam integração com os módulos financeiros, sendo de preenchimento obrigatório e acatando as validações existentes para geração do título.

O título que gerado considera as mesmas regras existentes nas rotinas de “Entradas e saídas por nota fiscal”, do módulo Estoque e “Manutenção da ordem de faturamento” do módulo Faturamento.  Para documentos oriundos da rotina outras operações, o título gerado respeita a mesma regra da integração já implementada no EFD, na rotina de documentos fiscais de serviço não sujeitos ao ICMS.

A definição do grupo de pagamento/recebimento é realizada a partir da parametrização existente, seguindo também as mesmas regras dos módulos Estoque e Faturamento.

A contabilização respeitará as mesmas regras quando realizada por parametrização contábil. Na utilização da contabilização por modelo contábil, o modelo deverá ser configurado sem as fórmulas de retenções, visto que a geração do título é responsável por estas informações.

Foi implementado o botão “Financeiro” para demonstrar as informações da apropriação do título gerado.

EFD-IMPORTADOR

As alterações mencionadas acima impactam o módulo EFD-Importador a partir das rotinas: “Manutenção de nf-e/nfc-e importada”, “Manutenção da ct-e importada” e “Importação de nf-e/ct-e/nfc-e”.

Os campos “Condição de pagamento”, “Tipo de cobrança”, “Grupo de recebimento” e “Código do cliente” foram incluídos na rotina “Relacionamento entre o tipo de operação com CFOP (emissão própria)”. Quando o tipo de operação selecionado realiza integração com o módulo “Contas a receber” o preenchimento dos campos “Condição de pagamento” e “Tipo de cobrança” é obrigatório. O preenchimento dos campos “Grupo de recebimento” e “Código do cliente” é opcional. Porém, quando informado o “Grupo de recebimento”, ele será utilizado no lançamento; e quando informado o campo “Código do cliente”, ele fará parte do filtro para determinar o relacionamento a ser utilizado.

Os campos “Condição de pagamento”, “Tipo de cobrança” e “Grupo de pagamento” foram incluídos na rotina “Relacionamento entre fornecedor, CFOP e tipo de operação”. Quando o tipo de operação selecionado realiza integração com o módulo “Contas a pagar”, o preenchimento dos campos “Condição de pagamento” e “Tipo de cobrança” é obrigatório. O preenchimento do campo “Grupo de pagamento” é opcional. Porém, quando informado ele será utilizado no lançamento.

Funções impactadas

EFD – Documento Fiscal

EFD – Documento Fiscal de Transporte

EFD – Documento Fiscal de Energia/Comunic/Água/Gás

EFD – Documento Fiscal (Modelo 02/2D)

EFD – Documento Fiscal Itens Patrimoniais – CIAP

EFD – Documento Fiscais – Declaração de Importação

EFD -Outras operações geradoras de contribuição e crédito

EFD Importador – Importação de NF-e/CT-e/NFC-e/CF-e

EFD Importador – Manutenção de NF-e/NFC-e Importada

EFD Importador – Manutenção de CT-e Importada

image
image 2
Compartilhe:

2 comentários em “Você sabia? Conheça a integração dos módulos contas a pagar e receber a partir do EFD

  1. Juliana Responder

    O que significa a sigla BO e BI no campo Valor BO ICMS e Valor BI ICMS?
    No lançamento da nota fiscal de entrada.

    • MXM Sistemas Responder

      Oi Juliana! Na base de Cálculo do ICMS Valor BO é (base outras) ICMS e Valor BI é (base isenta) ICMS. Esperamos ter ajudado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.