Como criar uma política de compliance fiscal?

compliance fiscal
Compartilhe:

Com uma sociedade que exige padrões éticos por parte das empresas, cada uma deve alinhar suas políticas com essa necessidade. Isso significa o estabelecimento de códigos de conduta para diminuir o número de fraudes. Por isso, é necessário fazer uma política de compliance fiscal e garantir que o negócio não seja exposto. 

Por outro lado, surgem algumas dúvidas na hora de adotar essa medida. Afinal, o que é compliance fiscal? Qual é a importância para as empresas? Como impacta os empreendimentos? O que fazer para implementá-la?

É por isso que criamos este artigo. Ao final dele, você terá todas essas questões respondidas e saberá tudo o que for relevante sobre o assunto. Acompanhe! 

A importância do compliance fiscal 

Em um cenário onde há tantas atualizações sobre a legislação tributária, é essencial estar em compliance fiscal. O conjunto de disciplinas, que visa cumprir as normas legais, é indispensável para a sobrevivência das organizações. Em casos de não efetuação das obrigações impostas pelo governo, as chances são maiores de ocorrer perda de dinheiro. 

Se os desafios para manter a saúde financeira do negócio em dia já são muitos, imagine ter multas em atraso para pagar. Além de complicar a rentabilidade, ainda entra como um gasto desnecessário, que podia ser evitado. 

Não só isso. Com um trabalho bem executado dessa política, é possível gerar valor para a marca. Afinal, ninguém quer fechar negócios com empresas que enfrentam processos jurídicos. Mas, com tudo certo, a confiança com os parceiros e clientes continua intacta.  

Exemplo de compliance 

Pense na seguinte situação: uma empresa quer migrar seus dados de um servidor interno para a nuvem. Nesse sentido, é preciso estar em compliance para avaliar os riscos que essa mudança pode trazer.  

Uma boa segurança da informação implica na confiabilidade dos dados empresariais e dos clientes. Assim, os colaboradores devem ser treinados com a pauta do código de ética do empreendimento e pelas leis do país. Além disso, um canal interno de denúncia anônima deve ser desenvolvido.

Criando uma política de compliance 

compliance é formado por medidas que devem ser definidas e executadas na empresa. A seguir, falaremos sobre as principais que você pode implementar dentro do seu contexto organizacional. 

Ter um planejamento tributário 

Planejar a tributação é uma ótima forma para reduzir a carga paga. A partir disso, é possível reduzir valores, prorrogar uma obrigação ou evitar a aplicação de uma contribuição. 

Para começar a compliance fiscal, esse planejamento tributário deve ser eficiente. Sua empresa precisa ter uma noção clara das taxas que precisa pagar em certos períodos e utilizar essas informações para encontrar a melhor maneira de gerenciar sua situação com o Fisco. Isso pode ser feito por meio de avaliações ou simulações de cenários. 

Fazer a gestão de documentos fiscais 

O Fisco controla as ações da empresa mediante o fornecimento das notas fiscais geradas e recebidas. Portanto, esses documentos devem passar por verificações e aprovações, para que não haja nenhuma incoerência nos dados.  

Nesse momento, a importância do ERP no compliance fiscal fica evidente, pois proporciona mais segurança. As suas informações são protegidas e ficam acessíveis para os responsáveis de cada setor de forma fácil, o que alinha os processos. Assim, se um setor emitir uma NF, por exemplo, há possibilidade de outros acompanharem em tempo real para realizar outras ações. 

Implementar na cultura empresarial 

Não pense em executar a compliance fiscal apenas nas operações do negócio. É imprescindível promover a participação de todos, para que as ações sejam feitas em conformidade com a ética e ao cumprimento da legislação e, assim, garantir o bem-estar financeiro

O compliance fiscal está cada vez mais dentro dos ambientes administrativos, aparecendo, muitas vezes, em casos de emergência. Sua importância e benefícios ficam claros quando o assunto é evitar prejuízos para a organização com relação à tributação brasileira. Felizmente, você já sabe como implementá-lo! 

______________________________________________________________________________________________________________________

Agora que você sabe que estar em compliance fiscal é importante, aproveite para baixar nosso e-book com um manual da gestão fiscal. Garanta a saúde financeira da sua empresa! 

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.