Como utilizar o sistema ERP para controle do fluxo orçamentário

Por ser um software de gestão empresarial, o ERP (Enterprise Resource PlanningPlanejamento dos Recursos da Empresa) contribui imensamente na otimização do tempo e também na redução dos gastos nos processos produtivos.

Inclusive, é muito útil no controle orçamentário, principalmente para gerenciar as contas, assim como vendas, pedidos, folha de pagamento, controle de estoque, emissão de notas fiscais, entre inúmeros outros pontos de vantagem.

A partir do momento em que é utilizado apenas um sistema para reunir todas as informações, as probabilidades de erros diminuem. Mas antes de entrarmos nos quesitos da tecnologia, que tal começarmos pelos conceitos primordiais? Venha conosco e fique mais informado!

O que é o controle do fluxo orçamentário?

Na administração de uma empresa, o planejamento dos recursos que entram e saem é essencial. O controle do fluxo orçamentário é justamente o estabelecimento de metas de aplicações, economias e investimentos, sempre mantendo as contas em um nível equilibrado.

Com isso, possíveis problemas financeiros gerados por alguma demanda extra podem ser contornados, assim como melhorias em determinados setores sem afetar as contas da corporação, como o compromisso de arcar com a folha de pagamento mensal.

O controle acompanha e compara os valores executados pela contabilidade em relação ao que foi planejado anteriormente. Trata-se de uma maneira de estimar as receitas e prever os custos das atividades gerais.

Agora, sim, podemos apontar as vantagens da tecnologia no controle do fluxo orçamentário. Interessado? Então, continue lendo!

Como a tecnologia pode ser uma aliada?

A comunicação ágil e certeira entre todos os setores da sua empresa é um dos principais benefícios proporcionados pelo uso do ERP.

Isso porque haverá no mesmo sistema as informações dos Recursos Humanos sobre determinados colaboradores, o quanto o financeiro vai pagar por impostos e outros encargos, das contas fixas, enfim, o fluxo de vendas dos produtos, estatísticas, entre outros aspectos da organização.

Com dados bem apurados e informações precisas, gestores poderão avaliar o desempenho da produtividade, podendo realizar novos investimentos ou cortes em setores que estejam defasados. E no controle orçamentário? É o que veremos a seguir:

Quais as vantagens do ERP no controle orçamentário?

Após a implantação do sistema ERP, a sua empresa poderá visualizar toda a gestão financeira, como fechamentos, decisões de pagamentos, simulações de investimentos e empréstimos, fluxo de caixa em curto e longo prazo, além de indicadores que acompanham em tempo real as finanças dos variados segmentos do seu negócio.

Com a gestão empresarial, será possível localizar fisicamente os bens existentes na corporação, aprovação das requisições de compras, cálculo do valor patrimonial e depreciação em duas moedas, com vários critérios de taxas e prazos.

Dessa maneira, haverá uma maior segurança no fluxo das documentações, com rastreabilidade de todos os compromissos financeiros da sua empresa, ou seja, dificilmente algo acontecerá sem a sua devida análise prévia.

E por meio do controle do fluxo orçamentário, relatórios serão produzidos por meio de planilhas eletrônicas atualizadas automaticamente, sempre trazendo o saldo ou movimento mensal.

É uma excelente maneira de posicionar a sua corporação no mercado, ampliando os negócios, sem falar na agilidade dos processos.


Após ler este artigo e tirar suas dúvidas sobre como utilizar o ERP para controle do fluxo orçamentário, veja em outro post do nosso blog 7 motivos para a sua empresa migrar para o ERP na nuvem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.