4 tipos de orçamento empresarial para adotar em seu negócio

Elaborar diferentes orçamentos para uma empresa pode ser algo bastante desafiador. Afinal, eles demandam uma análise aprofundada de uma série de dados e índices. Felizmente, existem vários tipos de orçamento empresarial que podem ser utilizados — cada um deles apresenta suas próprias características, benefícios e desvantagens.

Pensando nisso, elaboramos este post. Durante a leitura, você entenderá quais são eles, como podem ajudar e qual é a importância que eles têm. Acompanhe até o fim e aproveite o conteúdo!

Qual é a importância do orçamento empresarial?

Além de promover uma integração entre departamentos e colaboradores, o orçamento empresarial é imprescindível para estabelecer metas e objetivos da organização. Na prática, ele se mostra como uma ferramenta essencial para designar responsáveis, valores e prazos para diversas questões.

Direta e indiretamente, é um meio de se planejar em relação a um determinado período de tempo. Isso abrange muitos elementos — do projeto de expansão à compra de materiais de escritório.

Não fazer o planejamento orçamentário empresarial pode originar inúmeros problemas em relação à tomada de decisões, por exemplo. Consequentemente, perde-se a oportunidade de reduzir custos, e a empresa fica mais vulnerável às oscilações mercadológicas.

Quais são os principais tipos de orçamento empresarial?

Confira, a seguir, alguns dos tipos mais eficazes para fazer um orçamento em sua companhia.

1. Estático

O orçamento estático é elaborado no início de um intervalo de tempo — uma vez definido, ele deve ser seguido à risca, de modo que todas as quantias sejam respeitadas.

Ele combina com gestões centralizadoras e funciona melhor em organizações de pequeno e médio porte. Sua grande vantagem é fornecer mais tempo para que eventuais erros sejam corrigidos. O ponto fraco é que ele não permite mudanças.

2. Flexível

O tipo flexível se adequa perfeitamente a qualquer atividade empresarial, abarcando todos os custos fixos e variáveis. Com ele, é possível fazer um controle de custo por produto, por exemplo.

Pode ser alterado a qualquer momento e é uma excelente escolha para companhias com despesas operacionais e/ou de fabricação. Lembre-se de que o fato de utilizá-lo não implica, necessariamente, a flexibilização das metas. Portanto, é preciso ter cuidado nesse sentido.

3. Contínuo

Também conhecido como rolling, o orçamento contínuo funciona, na prática, como uma mistura entre os tipos estático e flexível. Na maioria das vezes, é concebido para lidar com o período de um ano, mas é preciso revisá-lo a cada mês, trimestre ou semestre. A melhor parte disso é que ele possibilita verificar os erros e acertos cometidos pela gestão.

4. Incremental

O incremental se vale de dados relativos a períodos anteriores, isto é, são feitas projeções a respeito de uma área com base no desempenho que ela obteve em anos anteriores. É útil para diversas finalidades e não é tão difícil de fazer, mas suas previsões podem não ser tão certeiras. A dica é combiná-lo com algum outro tipo.

Enfim, além desses que mencionamos, existem vários tipos de orçamento empresarial para adotar em seu negócio. Tenha em mente que eles tendem a ser decisivos para alcançar os resultados esperados.

Agora que você conheceu alguns tipos de orçamento empresarial para aplicar em seu negócio, faça o download do ebook abaixo e confira os principais passos e as melhores dicas para uma gestão financeira empresarial de sucesso. Baixe aqui:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.