Você sabe como calcular o valor de uma empresa? Entenda aqui!

O que distingue um negócio de sucesso? Quais são os componentes que ajudam a mensurá-lo? Como saber o real valor de uma empresa? Responder a essas perguntas não é uma tarefa fácil, mas é uma prática que precisa estar inserida na rotina de um gestor.

Com uma noção concreta a respeito dos valores envolvidos em um empreendimento, é possível traçar planejamentos mais elaborados e se posicionar no mercado de maneira correta. Isso vale tanto para o longo quanto para o curto prazo.

Para saber como fazer esse cálculo, aparentemente complexo, continue lendo o texto!

Afinal, o que é o valor de uma empresa?

Quando se pensa em valores, é automático associá-los a números. Esse gesto, também conhecido na língua inglesa como valuation, considera termos quantitativos. É válido frisar que essa mensuração diz respeito a um período específico, ou seja, o valor presente não necessariamente será mantido.

No entanto, dependendo do modelo empresarial a ser avaliado, alguns conceitos que não são numéricos também devem ser pesados nessa equação. Alguns exemplos disso são a segurança que ele oferece, o potencial, os riscos e a relação com as tendências.

Por que saber o valor de uma empresa?

Os motivos para fazê-lo são inúmeros. Veja, logo abaixo, uma listagem com os principais:

Como calcular o valor de uma empresa?

Feitas essas considerações, é preciso ponderar as despesas que mantêm o negócio ativo antes de obter a valoração empresarial. O ideal é obter uma estimativa média mensal e uma anual de todas elas (D). Depois, deve-se levar em conta o faturamento médio (F), também em relação aos anos e aos meses. Assim, chega-se à seguinte fórmula:

  • F — D

O resultado dessa operação é o montante que representa as retiradas da empresa, mais conhecidas como fluxo de caixa.

Depois disso, é necessário definir uma taxa de desconto, a fim de utilizá-la para dividir o fluxo estimado. Ela simboliza, em suma, o risco de investimento na instituição. Só é possível calculá-lo a partir de um bom conhecimento de mercado. Para fazê-lo, analise fusões ou compras recentes no mesmo segmento de sua corporação.

Posteriormente, estipule os ativos e some ao valor obtido. Eles são tudo aquilo que o empreendimento possui além do valor de caixa. Podem estar relacionados a:

  • TI;
  • produtos em estoque;
  • patrimônio em geral;
  • valores a receber.

Como aumentar esse valor?

Para aumentá-lo, é fundamental investir certo, visando a rentabilidade e as possibilidades que esse investimento pode gerar.

Contar com uma gestão proativa também é extremamente benéfico nesse sentido, já que os processos serão otimizados, a produtividade crescerá e os rendimentos, por consequência, serão alavancados.

Saber o valor de uma empresa é de interesse não só do proprietário, mas também de possíveis investidores e do mercado como um todo.

Se você gostou deste texto, aproveite para ler nosso artigo sobre a gestão de indicadores. Afinal, conduzi-la adequadamente é uma das chaves para o crescimento!

Mídia Social:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *