Software ERP on-premise ou on-demand: qual o melhor para gerir sua empresa?

erp-on-demand-on-premise-mxm-01

*Atualizado em: 13/07/2017

As empresas empenhadas em aprimorar seus processos administrativos impreterivelmente passarão pelo desafio de adotar um sistema de gestão empresarial, ou software de gestão ERP.

Em meio ao longo ao processo de planejamento, análise e visita de fornecedores, uma das decisões mais importantes se concentram em determinar se o seu sistema ERP será instalado localmente (on-premise), ou em nuvem (on-demand).

Atualmente, os ERPs baseados em cloud computing ganham cada vez mais espaço no mercado corporativo, por serem uma tendência tecnológica com diversas vantagens. Todavia, a tomada de decisão entre estes dois modelos de sistema de gestão empresarial deve ser analisada criteriosamente.

Continue lendo o artigo de hoje para compreender as divergências, vantagens e desvantagens entre os sistemas ERP on-premise e on-demand.

Conceitos: sistema ERP em nuvem x sistema ERP local

O ERP local, ou on-premise, é instalado fisicamente no hardware e servidores de sua empresa – sendo assim, é gerido por seu time de TI interno. Contudo, o sistema ERP em nuvem – também nomeado como SaaS (Software as a Service) – é fornecido a sua companhia como um serviço de assinatura.

No ERP em nuvem suas informações gerenciais são hospedadas no servidor de seu fornecedor de TI – com todo suporte necessário -, e então acessadas via web. Ou seja, para utilizar seu sistema de gestão ERP em nuvem basta apenas um navegador e acesso à Internet.

Custos: sistema ERP em nuvem x sistema ERP local

O sistema ERP em cloud é, geralmente, o mais acessível entre os dois modelos, tendo em vista que sua contratação é baseada em uma assinatura mensal, com todas as despesas de suporte, treinamento, atualização e infraestrutura inclusas.

Todavia, o software ERP local implica em investimentos mais robustos, que incidem desde a compra de uma licença perpétua até os custos com infraestrutura de hardware, servidores e mão de obra qualificada de TI. Caso sua companhia opte por uma solução local, é imprescindível orçar todos os pontos acima citados.

Devido a esta necessidade maior de investimento, os sistemas de gestão on-premise são normalmente considerados como despesa de capital (CAPEX). Por outro lado, os softwares de gestão on-demand, por serem um custo adicional à organização, são facilmente vistos como uma despesa operacional (OPEX)

Principais vantagens e desvantagens: sistema ERP em nuvem

Vantagens:
• Baixo investimento inicial;
• Menor tempo de implementação;
• Custos mensais previsíveis, com tudo incluso em uma mensalidade;
• Sem despesas adicionais de hardware;
• Gestões críticas, segurança de dados, suporte e atualizações nas mãos dos fornecedores.

Desvantagens:
• É possível que longo do ciclo de vida do sistema, o gasto de dinheiro com o projeto pode aumentar;
• A segurança da informação e gestões críticas podem ser comprometidas de acordo com as políticas do fornecedor;
• Em geral, menos personalizável por tem um curto período de implantação.

Principais vantagens e desvantagens: sistema ERP local

Vantagens:
• Gestões críticas, segurança de dados, suporte e atualizações nas mãos de sua empresa;
• Maior possibilidade de customização;
• Equipe interna deve gerenciar a disponibilidade do sistema e seu upgrade;

Desvantagens:
• Investimento mais robusto e arriscado, não previsíveis ao longo do tempo;
• Carrega despesas adicionais, como a aquisição e manutenção de hardware, entre outros;
• Gestões críticas, segurança de dados, suporte e atualizações nas mãos de sua empresa, que deverá seguir rígidos protocolos ou estará comprometida;
• A quantidade elevada de customizações pode atrasar a implantação e atualização do sistema;

O software de gestão ERP em um futuro próximo

As transformações tecnológicas incidem em uma significativa mudança no padrão de comportamento do consumidor, que já tem consciência dos benefícios adquiridos com o cloud computing, impulsionando assim a migração dos sistemas locais para a nuvem. De acordo com o relatório divulgado pela IDC Brasil, mais da metade das médias e grandes empresas nacionais, ainda este ano, investirão na contratação de soluções em nuvem.

Considerado um “caminho sem volta”, este progresso migratório é mais complexo do que se imagina. Softwares locais ainda são predominantes e esta transição demandará de um imenso esforço de atualização e desenvolvimento – com base em novas linguagens de programação -, além de uma reestruturação dos modelos de negócios.

Qual o melhor ERP no quesito segurança?

A variável segurança é, muitas vezes, a principal preocupação para potenciais clientes de uma solução ERP.

E isso não é de admirar, afinal, se trata de um sistema que trabalha com diferentes informações valiosas, tais como dados financeiros da empresa, segredos estratégicos corporativos, informações pessoais de colaboradores, listas de clientes, entre outras.

Felizmente, ainda que muitos clientes demonstrem cautela em relação à confiabilidade de um software baseado em nuvem, a maior parte já está se tornando menos insegura, dados os ganhos e segurança percebida.

Vale dizer que, atualmente, a maioria dos serviços de nuvem apresentam padrões rigorosos de proteção para assegurar a proteção dos dados. Mas isso não é tudo, para se tranquilizar ainda mais, é possível contratar serviços de auditoria com empresas terceiras para atestar a segurança das informações.

Qual o melhor ERP no quesito acessibilidade

Em geral, as soluções de ERP na nuvem oferecem menos recursos do que se comparadas aos sistemas instalados localmente. Todavia, é preciso uma análise muito mais aprofundada.

Por outro lado, a acessibilidade móvel pode representar um problema em relação ao ERP local. Afinal, nesse caso é preciso usar um recurso a parte para viabilizar a comunicação entre o dispositivo móvel e o software local.

Ainda que isso não seja um problema sério, podem existir dores de cabeça para que essa integração, de fato, aconteça sem maiores problemas entre as plataformas. Já os sistemas em nuvem oferecem uma acessibilidade remota muito mais simples, inclusive, muitos sistemas na nuvem oferecem aplicativos móveis nativos.

Todavia, vale dizer que essa facilidade também exige maiores cuidados no quesito segurança, sobretudo, se os profissionais acessam informações da organização em seus dispositivos pessoais.

Qual o melhor ERP no quesito customização

Como não poderia deixar de ser, os sistemas que são instalados localmente, geralmente, são mais fáceis de personalizar. Contudo, é preciso que cada empresa faça uma avaliação de suas próprias necessidades.

Para muitos negócios, a possibilidade de personalizar para atender suas demandas e requisitos é um fator primordial. Por outro lado, para outros segmentos isso é totalmente dispensável.

ERP numa empresa de serviços

Não há dúvidas que o ERP é a solução digital mais cobiçada por entre os administradores e gestores que tem a intenção de promover a inovação e potencializar os resultados do negócio.

Se tratando do mercado de prestação de serviços, o ERP deve fazer toda a diferença, e proporcionar ao negócio muito mais agilidade e segurança, atributos fundamentais para quem atua diretamente com os clientes, e prima pela sua satisfação dos mesmos.

Para tanto, um ERP na nuvem pode ser considerado, afinal, além de viabilizar o acesso mais simples por meio de dispositivos móveis, dispensa a instalação nos computadores de cada colaborador.

A depender do porte da organização, isso poderia se mostrar um esforço árduo que impactaria não só em tempo, como em custos, já que é preciso dedicar profissionais para promover a configuração.

Finalmente, vale dizer que, para não errar na escolha, é preciso avaliar todas as demandas da empresa, dando ênfase ao controle sobre cada setor. Somente assim se poder cumprir os prazos, oferecer serviços de qualidade e ainda alavancar os resultados do negócio.

Com o advento da computação em nuvem, empresas de diferentes portes podem contar com as funcionalidades de um acessível sistema de gestão empresarial. Contudo, mesmo sendo mais robustos em investimento, os sistemas locais proporcionam a possibilidade de personalização e maior controle.

Dúvidas sobre qual modelo de sistema de gestão ERP escolher para sua organização? Fale com um Especialista MXM para identificar qual a melhor solução para sua empresa!

call-to-action-blog-erp-01

Mídia Social:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *