Cloud Computing: quais os tipos de nuvem que existem?

nuvem híbrida privada pública Grandes empresas já compreenderam e incorporaram os benefícios que o Cloud Computing tem a oferecer. Foi-se o tempo em que gastos com servidores, licenças e profissionais faziam parte estrutura própria de grandes empreendimentos. Terceirizar tal serviço vem se mostrando eficiente tanto do ponto de vista econômico quanto de ordem prática e, por este motivo, tal opção vem sendo adotada por um número cada vez maior de clientes.

A Computação em Nuvem costuma ser dividida em três modalidades, referentes ao tipo de nuvem oferecida aos usuários. Elas podem ser públicas, privadas ou híbridas. Vamos conhecer um pouco mais sobre cada uma delas:

Nuvem Pública

Costumeiramente fornecida por um provedor de serviços de nuvem que se encarrega da hospedagem, da manutenção, do gerenciamento e da proteção dos dados de seus clientes. Estes, por sua vez, arcam somente com os recursos que utilizarem, sejam eles softwares ou hardwares.

O servidor é dividido entre vários clientes, o que faz com que seus custos sejam reduzidos. É o modelo mais recomendável para empresas que buscam um aprimoramento tecnológico sem poder lançar mão de investimentos mais robustos, para armazenamento de dados mais ordinários e hospedagem de plataformas de desenvolvimento de softwares.

Nuvem Privada

Com funcionalidades semelhantes, o grande diferencial da nuvem privada para a nuvem pública é que a primeira será construída para atender a um único cliente, sendo compartilhada apenas entre seus funcionários e em suas filiais. Este tipo de nuvem costuma demandar que a empresa conte com uma equipe de tecnologia da informação em seus quadros.

Geralmente utilizadas por médias e grandes empresas, as nuvens privadas são o melhor modelo para o trabalho com dados de maior importância, como transações financeiras e contratuais, uma vez que a empresa passa a ter maior controle sobre estes dados e pode estabelecer parâmetros de segurança que se alinhem aos seus propósitos.

Nuvem Híbrida

Por fim, temos a chamada nuvem híbrida que, como o próprio nome diz, mescla elementos das nuvens públicas e privadas.

Tal modalidade permite que a empresa mantenha uma nuvem privada para o trabalho e para a circulação de dados mais importantes e faça uso, simultâneo, de serviços da nuvem pública para trabalhar dados e processos ordinários.

Este tipo de utilização do cloud computing pode ser o mais adequado para as empresas que precisam trabalhar dados mais dinâmicos, mas que não podem abrir mão da maior flexibilidade da nuvem pública para reduzir custos e enfrentar possíveis oscilações sazonais do mercado, adequando-se a estas de uma maneira mais eficiente.


Leia também:


call-to-action ebook cloud

Mídia Social:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *