Você conhece todas as obrigações fiscais que sua empresa deve ficar de olho?

Gerir uma empresa é um trabalho recompensador para qualquer administrador, mas não é uma posição que vem sem seus desafios. Além de lidar com as estratégias de crescimento do próprio negócio, as obrigações fiscais devem ter um controle bem-feito para garantir uma gestão sem sustos ou problemas legais.

Se você se preocupa em garantir o cumprimento das leis e a estabilidade contábil do seu negócio, este post é um lugar excelente para começar. Veja quais sãos essas obrigações em suas categorias que precisam estar na cabeça de todo profissional da área. Confira!

Tributos

Podemos começar pela parte mais direta do que você precisa ficar de olho em termos fiscais. O controle dos tributos a serem pagos ao governo, além de cumprir sua função legal, será sempre importante para uma boa previsibilidade financeira do negócio.

Não só isso, pagar tributos em dia diminui a incidência de multas e pode até em alguns casos significar condições melhores de pagamento — uma economia sempre importante.

Quem opta pelo Simples Nacional facilita esse processo, reunindo em um único DAS (Documento de Arrecadação Supersimples) os tributos principais relacionados ao gerenciamento de uma empresa:

  • PIS;
  • COFINS;
  • ICMS;
  • IPI;
  • IRPJ;
  • CSLL;
  • INSS;
  • ISS.

Mas a empresa, dependendo de como é gerido o seu setor financeiro, também pode apostar em modelos de Lucro Real e Lucro Presumido, quando essa arrecadação é diluída e paga em períodos menores.

Ou seja, o governo dá opções para que você adapte o pagamento dos tributos de acordo com as suas necessidades. É uma boa ideia reunir o time financeiro, levantar demandas e o fluxo de caixa, para então definir qual é mais interessante para vocês.

Declarações acessórias fiscais

Declarações acessórias são os documentos gerados a partir de dados fiscais da empresa que são transmitidos ao governo para apuração de impostos e outras obrigações.

A declaração dos tributos acima é um exemplo desse tipo de documento, tanto no modelo Simples Nacional (que ainda apresenta a Declaração de Informações Socioeconômicas, DEFIS) quanto em Lucro Real e Presumido. Veja outras declarações obrigatórias:

Emissão de notas fiscais

Deixamos as notas fiscais por último porque, mesmo que pareça algo óbvio, ainda é uma das obrigações legais mais ignoradas pelo setor corporativo brasileiro.

A emissão de NF é obrigatória para todas as empresas em qualquer contrato de venda ou prestação de serviço. A única exceção é para o MEI, quando vendendo para pessoas físicas.

Além da emissão, também é determinada a impressão da nota em papel e seu armazenamento por um período mínimo de cinco anos além do ano corrente. Ou seja, organização é muito importante para não precisar se preocupar com isso lá na frente.

Aliás, uma coisa une tudo o que conversamos: ter estruturação contábil para lidar com documentos e registros desse tipo é a solução para ter confiabilidade nos seus processos sem gastar muito do seu tempo e da equipe com isso.

Portanto, investir em tecnologia talvez seja a melhor forma hoje de garantir o cumprimento de obrigações fiscais no seu negócio. Você pode começar planejando a introdução de sistemas de gestão integrados e uma TI mais forte.


E aí, conseguiu se informar melhor? Confira nosso kit com vários e-books para auxiliar na gestão do seu negócio! Baixe aqui

E-books de Gestão Empresarial

Mídia Social:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *