Gestão empresarial: conheça o João que fazia a sua por planilhas

Novos empreendedores sempre passam por momentos de dificuldade em seus negócios. Não necessariamente por razões de capital, mas principalmente por não conhecerem alguns princípios e ferramentas de gestão empresarial.

Por exemplo, usar apenas planilhas como forma de controle dos negócios. Elas ainda têm o próprio lugar em alguns pontos da sua gestão, mas não são a forma mais eficiente de manter o controle da empresa no médio e longo prazo.

Para esclarecer o que isso significa, vamos contar a história do João, um empreendedor já com algum tempo de atuação, mas que ainda trabalha principalmente com planilhas. Acompanhe e veja como elas funcionam na prática!

Mais tempo atualizando planilhas do que trabalhando

João tem uma planilha para a gestão financeira, outra para a administração de clientes, mais uma para a agenda de seus colaboradores e assim por diante. Todas elas precisam ser editadas constantemente por ele e por qualquer pessoa envolvida no processo.

Se João levar 2 minutos para cada alteração e tiver que fazer 100 modificações por dia, já serão mais de 3 horas diárias apenas editando planilhas.

Desnecessário dizer que isso é um uso ineficiente de tempo. Nessas mesmas 3 horas, ele poderia atender outros clientes, buscar oportunidades e até dar mais um tempo de descanso para si mesmo e sua equipe. O que, no fim das contas, melhoraria seu desempenho.

Erros passando despercebidos até ser tarde demais

Algo que, infelizmente, acontece muito na gestão empresarial de João são os erros de informação. Como muitas pessoas fazem alterações nas planilhas, é comum que alguém digite algo errado. O problema é quando esses erros passam despercebidos e o gestor não tem como recuperar a informação certa.

A única forma de corrigir tudo seria reavaliar as contas, conferir recibos ou mesmo fazer um inventário repentino no seu estoque. Cada vez que você precisa retificar estes dados, é menos um cliente confiando em seu trabalho.

Toda hora tendo que cruzar informações

Como João não tem nenhum sistema de gestão apropriado, usando apenas planilhas separadas para cada área do negócio, ele quase sempre precisa conferir duas ou três delas a cada momento. Em outras palavras, para tomar uma decisão do dia a dia, ele precisa fazer um trabalho de pesquisa bem árduo.

Não vamos nos esquecer de que essas planilhas mudam com alguma frequência. Dependendo da complexidade da situação, pode ser que ele passe tanto tempo analisando dados que, até ele tomar uma decisão, tudo já terá mudado.

Imaginando tudo isso quando a empresa crescer

Então, diante disso tudo, João pensa em expandir seu negócio. E você sabe o que isso significa? Planilhas maiores para novos colaboradores e clientes, mais uma planilha para administrar uma parte da empresa e assim por diante. Seu trabalho aqui aumenta exponencialmente, o que também limita a rentabilidade do negócio à medida que ele cresce.

Se você se identificou com qualquer um desses problemas na sua gestão empresarial, não é sem motivo. Esse João não é uma pessoa de verdade, apenas um personagem. Mas a situação dele pode ser a de qualquer um, inclusive a sua. Usar outras tecnologias, como um sistema de gestão, é fundamental para superar essas dificuldades em novos negócios.

Agora que você conhece a história do João, pode identificar esses mesmos problemas de gestão empresarial na sua empresa e investir em recursos para superá-los. Se quiser continuar acompanhando nossas novidades, assine nossa newsletter e receba tudo em primeira mão.

Mídia Social:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *