Gestão de desempenho: saiba como colocar em prática

Praticamente todo mundo possui um plano brilhante, que vai gerar resultados astronômicos. Não um plano sem sentido, mas algo que realmente pode trazer benefícios. Porém, ter uma ideia é a parte fácil, ao contrário de colocá-la em prática. Levar um planejamento adiante exige dedicação e certa gestão de desempenho da sua parte. E é sobre isso que vamos falar agora neste post.

Gerir o desempenho significa, basicamente, acompanhar a proporção entre esforço e resultados obtidos pelos colaboradores no dia a dia. Dependendo dos números, pode ser que você precise interferir para melhorar seu desempenho. E, como já mencionamos, isso é mais simples na teoria do que na prática.

Para te ajudar com essa tarefa, trouxemos aqui 4 dicas para que você possa otimizar sua gestão de desempenho. Confira:

1. Registre as métricas principais

O principal mantra de todo setor administrativo é “se você não pode medir, não pode gerenciar”. O mesmo se aplica ao desempenho do seu time.

Independentemente da área que você está considerando, é importante ter um critério de sucesso que seja mensurável e analisável. Número de atendimentos, taxa de conversão, índice de reclamações, tempo de espera para solução etc.

Sabendo disso, você deve listar seus principais indicadores de performance e métricas relacionadas, acompanhá-las e observar suas correlações. Isso vai facilitar muito o seu trabalho posterior de análise e tomada de decisões.

2. Crie um objetivo bem claro

É bem mais difícil guiar um time quando você mesmo não tem certeza para onde deve ir. Quais são os seus planos para o negócio? Pretende aumentar sua margem de lucro? Quer fidelizar mais clientes? Melhorar a credibilidade da sua equipe de atendimento? O quanto pretende aumentar cada um desses índices? Quanto mais respostas você tiver para essas perguntas, melhor tende a ser sua gestão de desempenho.

Uma vez que você tem um direcionamento adequado, poderá distribuir tarefas para a sua equipe e acompanhar melhor os resultados.

3. Automatize parte do processo

Os dois pontos que já citamos envolvem uma boa quantidade de trabalho manual e repetitivo, que consome bastante tempo do seu dia. Seria muito melhor se ele pudesse ser delegado a alguém que o faça melhor que você, não é? Bem, esse é o caso dos softwares de automação.

Em vez de passar horas registrando suas métricas, você pode deixar a máquina anotar tudo automaticamente. No fim das contas, o rendimento extra que você obtém, por ter mais tempo para se dedicar a tarefas estratégicas, compensa bastante o investimento nesse tipo de ferramenta.

4. Engaje outros colaboradores e equipes

Nenhuma grande mudança tem sucesso sem a cooperação de todos, nem a gestão de desempenho. Um sistema de automação precisa da ajuda da equipe de TI para ser instalado adequadamente.

Os dados coletados devem ser compreendidos por todos os gestores, como no setor de vendas, marketing e RH. Se você quer que essa solução seja realmente útil para o negócio, é melhor começar a chamar a atenção dos demais colaboradores.

Com essas dicas, você já deve estar pronto para colocar a gestão de desempenho em prática. Quer mais algum conselho para otimizar os resultados do seu time? Então veja aqui um artigo sobre OKRs e como eles contribuem para sua produtividade!

Mídia Social:

Um comentário sobre “Gestão de desempenho: saiba como colocar em prática

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *