Conheça os 5 maiores desafios no primeiro ano de novas empresas

Empreender é uma decisão que implica muito trabalho. A grande maioria das companhias enfrenta diversos obstáculos, principalmente no primeiro ano de vida. Um estudo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 2014, mostra que das 694,5 mil empresas abertas em 2009, mais de 157 mil (22,7%) fecharam as portas após o primeiro ano de funcionamento.

Para evitar isso, é importante que as novas empresas estejam preparadas. Não basta ter uma grande ideia e um modelo de negócios eficiente, é essencial evitar as principais armadilhas que se apresentam nesse período. Por isso, é importante ter um bom planejamento, recursos suficientes e paciência para esperar pelos resultados.

Além das instabilidades e das incertezas naturais do início da operação, os contratempos são uma constante. Neste post, apresentamos alguns dos desafios mais importantes para as novas empresas. Venha conhecê-los!

1. Planejamento financeiro

Antes de iniciar a aventura no mundo do empreendedorismo, é importante ter conhecimentos sobre fluxo de caixa, encargos, capital de giro, custeio de produtos e serviços, e até mesmo investimentos. Sem um planejamento financeiro adequado, aumentam os riscos de prejuízos.

É preciso ter cautela ao investir na compra de estoque, ao programar pagamentos, ao manter os imposto sem dia, ao contratar colaboradores e assim por diante. Deve-se sempre levar em consideração os custos totais da operação, incluindo energia elétrica, água, internet, frete, aluguel e, claro, salários — inclusive o seu!

2. Retorno

No primeiro ano de vida da companhia, é preciso se preocupar com seu estabelecimento e sua sobrevivência, mais do que com sua rentabilidade. É comum que, nesse período, a receita não seja suficiente para representar um retorno em relação ao capital investido inicialmente.

Por isso, o planejamento financeiro é tão importante. Ele deve prever que a organização tenha capital suficiente para se manter mesmo sem conseguir extrair recursos da operação. Pode-se, por exemplo, fazer projeções para três, seis e 12 meses, e ajustá-las ao longo do ano de acordo com as necessidades.

3. Capacitação

Ter conhecimentos em administração pode ser um diferencial importante para novas empresas. Assim, saber pelo menos o básico de gestão financeira, gestão comercial, gestão de estoque e de logística, e comunicação pode ser a diferença entre o sucesso e o fracasso.

4. Clientes

Conquistar clientes é um desafio e tanto. Afinal, a maioria dos consumidores prefere comprar de empresas que já conhece — em vez de arriscar com desconhecidos. Para driblar essa dificuldade, é essencial investir em comunicação: redes sociais, panfletos e indicações podem ser os primeiros passos.

Depois de conquistar o consumidor, é preciso fidelizá-lo. E isso requer entendê-lo: vale a pena ouvir o cliente para saber quais são suas necessidades e seus desejos. A partir disso, pode-se partir para ações que busquem satisfazê-lo — e sempre lembrar de manter seus dados para garantir a continuidade do relacionamento.

5. Concorrência

A grande maioria das empresas chega ao mercado com a concorrência já estabelecida. Com mais tempo e mais conhecimento no segmento, é natural que esses concorrentes tenham mais participação de mercado que a companhia novata.

Nesse cenário, uma boa ideia é se diferenciar pelo atendimento oferecido ao cliente. Tenha sempre em mente que, hoje em dia, os clientes estão mais exigentes e podem desapegar de sua marca preferida se encontrarem quem ofereça o mesmo produto, mas que proporcione um atendimento melhor.

Esses são apenas alguns dos desafios enfrentados pelas novas empresas que estão chegando ao mercado, mas podem ser seu ponto de partida para criar estratégias para garantir que seu empreendimento possa enfrentá-los e vencê-los.

Lembre-se de que cada um desses pontos pode ser enfrentado de forma mais fácil com a tecnologia: de sistemas de gestão (que ajudam na administração do negócio) a cursos online (que garantem a capacitação e a reciclagem), passando por plataformas que facilitam a interação com os clientes (como as redes sociais), o suporte tecnológico pode ser o grande diferencial para companhias iniciantes.

E então, já se sente mais preparado para encarar os desafios das novas empresas? Venha conhecer, agora, as tendências do setor financeiro para 2018!

Mídia Social:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *