4 vantagens de contratar um software de gestão nacional

Que os sistemas de gestão foram responsáveis por uma verdadeira revolução no mundo corporativo, você certamente já sabe. Mas será que você conhece todos os truques para escolher o melhor fornecedor para a sua empresa? Será que faz alguma diferença contratar um software de gestão nacional ou estrangeiro?

No artigo de hoje, vamos tocar exatamente nesse assunto, abordando, mais especificamente, as vantagens em contratar um software de gestão nacional. Confira na sequência!

1. Integração com outros sistemas

Desde meados dos anos 90 os governos têm realizado um tremendo esforço para modernizar a recepção, validação, armazenamento e fiscalização de documentos ligados à escrituração fiscal e contábil das empresas brasileiras.

A grande iniciativa por trás dessa ideia foi o Sistema Público de Escrituração Digital (SPED), que, além das escriturações digitais, também se apoia em outros módulos, como a nota fiscal eletrônica e o eSocial.

Softwares brasileiros estão preparados para essa realidade e oferecem soluções estudadas para cada tipo de necessidade que o cliente vier a ter.

2. Atendimento às leis e regulamentações

Ainda que o governo esteja se esforçando para desburocratizar a vida do empresário (com iniciativas como o SPED, por exemplo), o ambiente de negócios no Brasil ainda é disciplinado por um complexo emaranhado de normas e regulamentações.

Pensemos, por exemplo, nas regras tributárias. A federação brasileira é constituída por 27 Estados e mais de 5 mil municípios, sendo que todos esses entes têm competência para legislar sobre tributos.

Isso significa que dependendo do local em que a empresa está instalada e em que a venda foi realizada ou o serviço prestado, devemos aplicar diferentes alíquotas e bases de cálculo para tributos como ISS e IPTU.

3. Suporte e atendimento pós-venda

Outro fator fundamental que leva a maioria das empresas brasileiras a optarem por softwares de gestão nacionais é justamente o suporte e o atendimento pós-venda, cada vez mais necessários para o sucesso de qualquer organização.

Além de sermos regidos por muitas normas, essas regras estão sempre mudando com o tempo. Isso significa que a empresa precisará de atualizações e suporte para o software, fazendo com que a utilização da tecnologia seja pensada como um serviço, e não como um produto (SaaS).

4. Preço acessível

Uma das grandes consequências de tudo isso é que o software de gestão nacional acaba sendo mais barato para a empresa — não por ter menos funcionalidades, mas porque os desenvolvedores radicados no Brasil já têm o know-how necessário para desenvolver o projeto.

Quando a empresa contrata um fornecedor de fora, as chances de ele precisar construir módulos específicos do zero são grandes, a fim de dar conta das exigências do mercado e também do Poder Público no Brasil.

Como já tivemos a oportunidade de mencionar, o país tem mais de 5 mil municípios, e isso significa mais de 5 mil regras diferentes sobre tributos, obrigações acessórias e também normas de interesse local a serem respeitadas. Dificilmente uma empresa estrangeira terá uma expertise tão grande no país.

Portanto, concluímos que o software de gestão nacional costuma atender de forma mais completa às necessidades das empresas brasileiras, além, é claro, de oferecer recursos mais acessíveis, tanto do ponto de vista financeiro, como também da operabilidade do sistema.

Ainda ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Então não pense duas vezes e entre em contato com o nosso time de especialistas. Ficaremos felizes em ajudar você!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.